Sexta-feira, 26 de junho de 2020

Província de Borborema será tema da próxima live do Serviço Geológico do Brasil

Destacando a importância de dados geofísicos no entendimento da compartimentação tectônica da Província Borborema, o pesquisador Roberto Gusmão fará ainda o lançamento de três mapas aerogeofísicos
Mapa Magnetométrico da Província de Borborema
O Serviço Geológico do Brasil-CPRM se prepara para mais uma live, com apresentação da palestra “Arcabouço Geofísico da Província Borborema: Implicações para o Entendimento de sua Evolução Geotectônica”, que acontecerá na próxima terça-feira (30/06), às 15h. A transmissão será realizada através dos canais da CPRM no YouTube e Facebook. A palestra será apresentada pelo pesquisador do SGB-CPRM Roberto Gusmão, e os participantes que desejarem receberão certificado emitido pela empresa.

O SBG-CPRM ao logo de sua história desenvolveu diversos projetos geológicos em vários setores da Província Borborema, que envolveram cartografia geológica sistemática, levantamentos geoquímicos, avaliação de potencial mineral, tendo acumulado um volume expressivo de dados e grande expertise na geologia deste importante domínio geotectônico, que engloba grande parte da região nordeste do Brasil. Destaca-se os vultosos investimentos realizados na aquisição de dados aerogeofísicos, que levaram ao recobrimento quase integral deste objeto geológico.

Mais recentemente foi iniciado o Projeto Geologia e Potencial Mineral da Província Borborema, que tem objetivo de reavaliar e integrar este robusto conjunto de dados existentes, e disponibilizar produtos que reflitam o estado da arte do conhecimento.

As primeiras publicações entregues à sociedade oriundas deste projeto são os Mapas Geofísicos da Província Borborema, cujo lançamento reafirma a missão institucional do Serviço Geológico do Brasil, de gerar e disseminar o conhecimento geocientífico com excelência. Estes produtos já poderão ser usados por empresas do setor mineral, hidrogeólogos, gestores da infraestrutura e do meio ambiente, em pesquisas científicas, estudos acadêmicos, uma vez que estão disponíveis para donwload no site corporativo da empresa.

No escopo de integração regional de dados geofísicos, o pesquisador Roberto Gusmão vai apresentar a palestra “Arcabouço Geofísico da Província Borborema: Implicações para o Entendimento de sua Evolução Geotectônica”, em que vai discutir a compartimentação tectônica da província e suas grandes estruturas, tendo como principal fundamentação a geofísica.

Convidamos você a participar desta importante discussão a respeito da Província Borborema!

A Província Borborema-PB compõe um complexo mosaico de rochas constituído principalmente por cinturões metassedimentares proterozoicos, que aglutinam núcleos gnáissicos-migmatíticos arqueanos a paleoproterozoicos, separados por zonas de cisalhamento. Devido sua localização entre os crátons Congo-São Francisco e Oeste África durante a orogênese Pan-Africana/Brasiliana, é uma região chave para o entendimento da formação do Gondwana Oeste. A estrutura profunda da crosta da PB é apresentada por meio da interpretação dos contrastes laterais de densidade e magnetização, empregando a primeira cobertura regional disponível de dados gravimétricos e aeromagnetométricos. Os limites externos profundos da PB são o Lineamento Transbrasiliano, a oeste, e o limite colisional com o Cráton São Francisco, a sul. Internamente, as zonas de cisalhamento Pernambuco, Patos, Congo, Jaguaribe, Tatajuba e Senador Pompeu foram geofisicamente confirmadas como estruturas importantes para a compartimentação tectônica da crosta da Província Borborema.

O Mapa da Anomalia Aeromagnetométrica apresenta uma grande potencialidade para o conhecimento das conexões em profundidade dos dados geológicos, com base no conteúdo de minerais magnéticos das rochas, possibilitando que as formas tridimensionais de corpos e estruturas possam ser inferidas no subsolo por meio de interpretações e modelagens. As falhas e zonas de cisalhamentos são estruturas evidentes, e sua contribuição é fundamental para a delimitação de unidades vulcânicas, intrusões de rochas básicas e granitoides magnéticos. Destaca-se sua utilização na investigação de depósitos de minerais metálicos, como Fe, Au, Cu, Pb Zn, Ni, Ti, V e Co. Também tem aplicações importantes na identificação de estruturas relacionadas com jazidas de petróleo e rochas enriquecidas em pedras preciosas, como diamantes e esmeraldas.

O Mapa Radiométrico é uma importante ferramenta no auxílio ao mapeamento geológico e na pesquisa de recursos minerais. O método é baseado nas medidas de intensidade radioativa dos elementos K, Th e U e permite uma investigação das propriedades superficiais das rochas e solos. Esta propriedade de investigação rasa é importante para sua correlação com fotografias aéreas e outros sensores de imagens instalados em satélites. Além da facilidade de seu uso no mapeamento geológico, os atributos destes dados são muito importantes na pesquisa de mineralizações hidrotermais associadas com enriquecimento de K, concentração de minérios por intemperismo físico-químico das rochas, e diversos tipos de depósitos de P, U e Th.

O Mapa Gravimétrico da Anomalia Bouguer é uma expressão geofísica da distribuição da massa das rochas de acordo com a variação de suas densidades. Este atributo tem aplicações importantes nos trabalhos de mapeamento geológico, estudo geotectônicos e pesquisa de recursos minerais. A variação de densidade das rochas tem relação direta com sua composição mineral. Rochas com um volume maior de silicatos de Fe e Mg são mais densas e produzem anomalias positivas que são importantes na prospecção de minerais metálicos contendo Fe, Pb, Cu, Cr e Ni. Rochas enriquecidas em silicatos de K, Ca, Na e Al são menos densas e produzem anomalias negativas que são importantes na investigação de granitoides associados com depósitos de Au, Sn e W. Além destas aplicações, os dados gravimétricos são muito utilizados na pesquisa de bacias sedimentares, para a localização de jazidas de petróleo e aquíferos subterrâneos.

Clique aqui para acessar os mapas geofísicos (magnetométrico, radimétrico e gravimétrico) da Província Borborema.

Serviço: Live “Arcabouço Geofísico da Província Borborema: Implicações para o Entendimento de sua Evolução Geotectônica

Data: 30/06, às 15h
Local: Canais da CPRM no YouTube e Facebook
Letícia Peixoto
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
leticia.peixoto@cprm.gov.br
(61) 2108-8400


  • Imprimir