Terça-feira, 07 de abril de 2020

Em live, médica do trabalho dá dicas para enfrentar os desafios emocionais durante a quarentena



Para auxiliar os empregados e colaboradores do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), a Assessoria de Comunicação entrevistou, na manhã desta terça (07), a doutora Soraia Toledo, médica do Trabalho e especialista em Saúde Pública. A médica também presta atendimento na CPRM desde março de 2019. O tema da conversa foi “Desafios Emocionais em tempos de Quarentena”. A transmissão está disponível no canal da TV CPRM no YouTube.


Dra. Soraia abordou alguns aspectos do cotidiano das pessoas em meio aos desafios para se adaptar à nova rotina em casa e elencou algumas dicas para aumentar o bem-estar durante o período de distanciamento social:


• Dimensão do trabalho
- É importante ter uma rotina, principalmente com sua chefia, para estabelecer um plano de trabalho;
- Não extrapolar o tempo, fazer a divisão das atividades de casa, lazer e trabalho;
- É interessante um ambiente propício para o trabalho, como computador, mesa e cadeira. Além de ter um apoio para o laptop e mouse, com o teclado à parte.
- Quanto às crianças, realizar tarefas de maior concentração enquanto elas dormem ou estão ocupadas. O apoio de outra pessoa pode ser muito útil.

• Saúde
- Deve se evitar o excesso de comida, álcool e cigarro. Realizar os mesmos hábitos estáveis de quando não estava em quarentena.
- Rotina de atividade física é muito importante.

• Confinamento/Questão Emocional
- É importante ter uma rotina, um ritmo, atentando-se aos períodos de começo e fim;
- As metas devem ser feitas junto às chefias, a fim de estabelecer objetivos diários;
- Práticas de meditação podem auxiliar durante esse período;
- Aqueles que passam por tratamento ou terapia, devem ter atenção e manter a rotina de saúde;
- Tenha contato, remotamente, com as pessoas;
- Banhos de sol diários, de 15 minutos, podem ajudar no bem-estar;
- Momentos para expressão, com atividades leves e lúdicas, como cantar ou dançar, são bem-vindos;
- Exercícios de contemplação da natureza ajudam a desconectar dos problemas do agora. Caso você esteja em um apartamento ou local sem natureza, procure incentivar o estímulo imaginativo;

“Estamos sendo chamados a fazer uma revisão sobre nosso estilo de vida, tanto como pessoas quanto como humanidade. Todo esse paradigma no qual balizamos nossa vida está sob questionamento nesse momento. A forma como você irá sair do outro lado dependerá de como você se colocar diante desses desafios que estão se apresentando. É natural, em determinado momento, você ficar com medo ou inseguro, mas existem ferramentas para superar essas adversidades. Focar no aqui e no agora é medida para isso. Em contrapartida, se você ficar pensando no que vai acontecer, e ansiedade diz muito a respeito disso, o sofrimento pode ficar muito grande. Para isso, se concentre na sua respiração, observe-a para entender o aqui e agora, a fim de trazer um maior sentimento de alinhamento e calma”, sugeriu a especialista.

Isabel Matos é analista em geociências da CPRM e elogiou a transmissão
A iniciativa foi bem recebida pelos empregados e colaboradores, que elogiaram a transmissão e começaram a colocar em prática o que aprenderam. Como a analista em Geociências e Bibliotecária Isabel Matos, da Superintendência de Salvador, que foi contemplar as árvores em seu quintal. “Gostei bastante das dicas, pois eu estava com dificuldades para conciliar as tarefas domésticas com o trabalho remoto. A técnica de visualização da doutora me fez bem e a partir de agora irei implementar as dicas para me organizar”, disse.



Letícia Peixoto
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
leticia.peixoto@cprm.gov.br
  • Imprimir