Terça-feira, 14 de novembro de 2017

CPRM vai mapear áreas de risco em Santa Catarina

 O trabalho vai envolver cerca de 80 profissionais da instituição e terá duração de 18 meses O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) celebrou convênio de R$ 20,7 milhões com o estado de Santa Catarina para realizar o mapeamento de áreas de risco alto e muito alto em 185 municípios do estado. O trabalho vai envolver cerca de 80 profissionais da instituição e terá duração de 18 meses. O resultado desses estudos contribui para o planejamento urbano, prevenção e proteção à população catarinense.

O acordo prevê ainda a elaboração de pré-cartas de suscetibilidade à movimentos gravitacionais de massa e eventos de natureza hidrológica (enchentes, inundações e enxurradas), em 238 municípios, desses cerca 40 vão receber cartas de suscetibilidade.

O Manual de Mapeamento de Perigo e Risco a Movimentos Gravitacionais de Massa, elaborado pela CPRM em parceria com consultores japoneses por meio do projeto GIDES, que estabelece novas metodologias de trabalho que serão utilizadas em cinco municípios do estado, como referência para mapear as áreas de perigo e indicar a probabilidade de ocorrência dos processos de movimentação gravitacional de massa.

 O diretor de Geologia e Recursos Minerais da CPRM, José Andriotti participou  de encontro  com  governador Raimundo Colombo na quarta-feira (8/11) em Florianópolis, para assinar o convênio com o estado “Nestas áreas, na sequência, serão identificados os risco. Os dados serão encaminhados para Defesa Civil estadual, municipal e órgãos do governo federal”, explica a Pesquisadora Sandra Fernandes da Silva, chefe da
Divisão de Geologia Aplicada da CPRM.

Os municípios de Capão Alto, Campo Belo, Palmeira, São José do Cerrito, Cerro Negro, Anita Garibaldi, Celso Ramos Adson Batista, Vargem, Campos Novos e Zortéa serão os primeiros a receber a visita dos pesquisadores da CPRM, que deve ocorrer ainda este mês.

Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
(61) 2108-8400

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.