Quinta-feira, 08 de setembro de 2016

CPRM identifica ocorrência de ouro na Bacia de Castro, no Paraná

Mapa tectônico (A) e geológico (B). A) Bacia de Castro situada na área do Projeto ARIM Vale do Ribeira; B) Localização da ocorrência de ouro livre na bacia de Castro. 1) Brecha hidráulica silicificada, composta por quartzo, com fraturas preenchidas por óxido de ferro; 2) Zona sulfetada e silicificada com pirita (Py), arsenopirita (Apy), cinábrio (Ci) e ouro (Au); 3) Detalhe da amostra sulfetada em “2”, com destaque para ocorrência dos sulfetos e de ouro livre, na borda da zona oxidada da amostra


Nova ocorrência de ouro livre foi identificada durante trabalhos de campo desenvolvidos pela CPRM em Áreas de Relevante Interesse Mineral (ARIM), no Vale do Ribeira, Bacia de Castro, Paraná. A descoberta abre caminho para uma nova perspectiva sobre o potencial mineral da região.


A ocorrência está relacionada a zonas silicificadas, ricas em sulfeto, associadas a rochas vulcânicas hidrotermalizadas, na forma de veio subvertical, com aproximadamente 50 metros de comprimento e 10 de largura. O veio é composto por quartzo branco com fraturas preenchidas por óxido de ferro; na zona sulfetada ocorre pirita, arsenopirita, cinábrio (HgS) e ouro.


A identificação da mineralização foi possível graças ao trabalho de campo dos geólogos da CPRM, associado aos levantamentos aerogeofísicos e de geoquímica de superfície. Dados de gamaespectrometria indicam regiões com concentrações anômalas de potássio que podem ser usadas como vetor prospectivo na delimitação de outras áreas hidrotermalizadas com possíveis mineralizações auríferas.


“O recente achado da ocorrência de ouro livre associado a outras evidências geológicas, como a existência de bacias anômalas para ouro indicadas pela geoquímica de superfície, amplia as perspectivas para a descoberta de áreas com potencial para novos depósitos com viabilidade econômica na região”, avalia Elizete Domingues Salvador, gerente de Geologia e Recursos Minerais da Superintendência de São Paulo, coordenadora da equipe de pesquisadores responsáveis pela descoberta.


Clique aqui e faça o download do informe.

Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br

(61) 2108-8467/8468

  • Imprimir

© Copyright CPRM 2016-2018. Todos os direitos reservados.