Terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Artigos sobre Província de Carajás são os mais baixados em 2019 no JGSB

O artigo Predictive lithological mapping through machine learning methods: a case study in the Cinzento Lineament, Carajás Province, Brazil foi publicado no volume 2, 1ª edição do JGSB
O interesse pela província mineral de Carajás, que engloba o sudeste do Pará, fez com que os artigos com maior número de downloads do Journal of the Geological Survey of Brazil (JGSB), em 2019, fossem sobre a região.

Predictive lithological mapping through machine learning methods: a case study in the Cinzento Lineament, Carajás Province, Brazil (Mapeamento litológico previsional, por meio de métodos de aprendizagem de máquina: um estudo de caso no Lineamento Cinzento, província de Carajás, Brasil, em tradução livre) foi baixado 508 vezes. De autoria de Iago Sousa Lima Costa, Felipe Mattos Tavares e Junny Kyley Mastop de Oliveira, pesquisadores em geociências da CPRM, o trabalho trata da avaliação geológica da região em duas etapas: uma com dados remotos e outra com o acréscimo de coordenadas espaciais.

O artigo Insights on the framework of the Carajás Province, Amazonian Craton, Brazil, and on the three-dimensional shape of the Carajás Basin, based on gravity data foi publicado no volume 1, 3ª edição do JGSBInsights on the framework of the Carajás Province, Amazonian Craton, Brazil, and on the three-dimensional shape of the Carajás Basin, based on gravity data (Percepções sobre a estrutura da Província de Carajás, Craton Amazônico, Brasil, e sobre a forma tridimensional da Bacia do Carajás, com base em dados de gravimetria, em tradução livre) teve 301 downloads. O artigo, que procurou compreender a estrutura da região por meio de análises tridimensionais, foi escrito por Roberto Gusmão de Oliveira, pesquisador em geociências da CPRM.

Evandro Klein, editor do JGSB e assessor da Diretoria de Geologia e Recursos Minerais, comemora o alcance obtido pelas publicações do periódico. “Esses números demonstram que o JGSB está se consolidando como uma importante publicação científica, contribuindo, assim, para a disseminação do conhecimento produzido pelo Serviço Geológico do Brasil”, avalia o editor, que informou também que o portal do JGSB recebeu mais de 12.300 acessos em 2019.


Os artigos podem ser visualizados e lidos e baixados no site do JGSB.





Ana Isabel Mansur
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
ana.dias@cprm.gov.br

  • Imprimir