Quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Sistema de Alerta Hidrológico atualiza dados sobre inundações em Minas Gerais e Espírito Santo

Nas próximas horas, municípios em cota de inundação na calha dos rios São Francisco e das Velhas seguem com tendência de elevação dos níveis

O rio São Francisco em Pirapora tem tendência de seguir em elevação, segundo boletim do SGB-CPRM. Foto: Frederico Ernesto Coelho Carvalho/Arquivo CPRM)
O Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) está monitorando as cheias que atingem a região sudeste. Nesta quarta-feira, 12/11, municípios nas bacias do rio São Francisco e do rio das Velhas, que sofreram transbordamento nos últimos dias, apresentam tendência de elevação das cotas dos rios, aumentando as áreas alagadas, nas próximas horas.

Na bacia do rio das Velhas, o município de Santo Hipólito ultrapassou a cota de inundação de 7,45m na tarde de ontem, e tem previsão de subir até os 7,58m nesta tarde, de acordo com o último boletim. No norte de Minas os municípios na calha do rio São Francisco mantêm a tendência de subida de níveis nas próximas horas. É o caso de Pirapora, Pedras de Maria da Cruz, São Francisco e São Romão, todos em cota de inundação.

De acordo com o último boletim, na bacia do rio Doce, apenas os municípios de Colatina e Linhares no Espírito Santo apresentam tendência de subida de níveis. Na parte da bacia que abrange a região de Minas Gerais, a previsão é que os níveis d’água se estabilizem e, em alguns municípios, como Ponte Nova, Nova Era e Antônio Dias, se inicie gradualmente processo de recessão nas próximas horas.

Neste final de semana, fortes chuvas causaram a elevação rápida dos rios das bacias hidrográficas do Doce, Muriaé, Pomba, Velhas e do São Francisco. Os dados completos e atualizados sobre a atual situação de todas as estações de monitoramento podem ser consultados no SACE. Os dados de monitoramento e previsão são enviados aos órgãos de Defesa Civil por meio de boletins extraordinários. Os dados hidrológicos utilizados nos boletins são provenientes da Rede Hidrometeorológica Nacional de responsabilidade da Agência Nacional de Águas (ANA), operada pelo SGB-CPRM e demais parceiros.

Janis Morais
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
Ministério de Minas e Energia
imprensa@cprm.gov.br


  • Imprimir