Sexta-feira, 10 de julho de 2020

Serviço Geológico do Brasil apresentará oportunidades durante rodada de negócios do ‘e-mineração’

O Serviço Geológico do Brasil (SGB/CPRM) é uma das instituições apoiadoras do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM) na realização do congresso on-line ‘e-mineração’, que acontece nos próximos dias 15 e 16 de julho. O evento propõe uma rodada de negócios entre mineradoras e fornecedores de produtos e serviços, sendo uma das ações articuladas para apoiar e alavancar o setor diante da pandemia mundial.

Durante a realização, a CPRM vai colaborar com a discussão em mesas redondas e palestras, compartilhando estudos e projetos que estão em andamento na instituição em três áreas de atuação referentes ao setor mineral. O diretor-presidente do Serviço Geológico do Brasil, Esteves Colnago, enfatiza a importância do apoio e participação no evento, que é visto como uma grande oportunidade frente às dificuldades do momento.

“O e-mineração é uma realização fundamental e que acreditamos que refletirá em resultados positivos em relação às negociações. O evento também se configura como uma grande oportunidade de levar o conhecimento geocientífico e suas oportunidades aos empreendedores e investidores.

Todas as palestras versam sobre o conhecimento que pode transformar a economia local, além de debates que devem mostrar de que forma podemos alcançar o avanço de modo transparente e sustentável”, ressalta Colnago.

Um dos debates levados pela CPRM ao evento discutirá os remineralizadores de solos e seu uso na fertilização agrícola como parte de iniciativas que visam reverter a elevada dependência de importações de insumos. O assunto vai ser abordado no painel “Remineralizadores: Contribuição da mineração para sustentabilidade da agricultura”, que acontece no dia 15 de julho, às 12 horas. A discussão incluirá abordagens sobre o marco legal dos remineralizadores de solos, a situação atual dos registros e a modernização da legislação para esses insumos.

Representando a CPRM, a pesquisadora Magda Bergmann falará sobre a atuação da instituição neste sentido, por meio de estudos. O painel será mediado por Alysson Paolinelli, que é ex-ministro de Agricultura e atualmente preside a Associação Brasileira de Milho (Abramilho), contando com a participação do pesquisador Eder Martins, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), e do executivo e CEO do Grupo Actualpar, Daniel Alves Antunes.

Outro assunto que será abordado no ‘e-mineração’ é o leilão dos depósitos minerários dos projetos Miriri, nos estados da Paraíba e Pernambuco, e Bom Jardim, em Goiás. A CPRM detém cerca de 330 processos minerários, divididos em 29 blocos. Entre eles, cinco foram qualificados no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). Quem falará sobre o assunto é Leandro Guedes Bertossi, que é assessor da Diretoria de Geologia e Recursos Minerais da CPRM e preside a Comissão Especial de Licitação. O tema será debatido no dia 16 de julho, às 14 horas.

As metodologias e projetos inovadores desenvolvidos pela CPRM para divulgação científica também serão apresentados no evento. O assunto entra na programação do dia 16 de julho, às 17 horas, com a participação dos pesquisadores em geociências Dario Peixoto e Andrea Sander. Ambos integram a CPRM e há anos se dedicam aos estudos para desenvolvimento de ferramentas audiovisuais e iniciativas didáticas voltadas aos estudantes.

Sobre o ‘e-mineração’
O ‘e-mineração’ terá rodadas de negócios, palestras técnicas, lives com temas de grande relevância para o setor, pitch de negócios para startups e um portal de negócios com informações sobre empresas e seus produtos e serviços, entre outras atividades, todas pela internet. Para assistir as lives, basta fazer inscrição gratuita. O mesmo vale para as palestras técnicas e as apresentações das startups. A programação completa está disponível no site http://www.e-mineracao.com.br/.

Além da CPRM, o ‘e-mineração’ conta com o apoio institucional do Centro de Tecnologia Mineral (CETEM), da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ), do Sindicato Nacional da Indústria de Máquinas (SINDIMAQ), da Associação Comercial e Empresarial de Minas Gerais (ACMinas), do Sindicato das Indústrias Extrativas de Minerais Metálicos, Metais Nobres e Preciosos e Magnesita no Estado da Bahia (Sindimiba), do Sindicato da Indústria Mineral do Estado de Minas Gerais (Sindiextra) e do Sindicato das Indústrias Minerais do Estado do Pará (Simineral).
  • Imprimir