Publicada Carta Geomorfológica do município de São Vicente-SP

Quinta-feira, 10 de novembro de 2022

Publicada Carta Geomorfológica do município de São Vicente-SP

O documento é um importante instrumento para gestão da expansão urbana, sem gerar novas áreas de risco

Carta geomorfológica: município de São Vicente, SP O Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM), por meio do Departamento de Gestão Territorial (DEGET/SGB-CPRM), lança a Carta Geomorfológica do município de São Vicente-SP, na escala de 1:25.000. Neste mapeamento, foram identificados e cartografados oito unidades geomorfológicas e 15 classes de padrões de relevo, com base na abordagem conceitual e metodológica proposta por Ross e Moroz (1996) e Dantas (2013) e, também, na Biblioteca de Padrões de Relevo elaborada pelo SGB-CPRM.

A Carta Geomorfológica do município de São Vicente-SP, elaborada em escala de semidetalhe (1:25.000) consiste em um valioso instrumento cartográfico para subsidiar planos de gestão territorial em nível municipal, incluindo o Plano Diretor Municipal. No caso do município de São Vicente, inserido na populosa e urbanizada Região Metropolitana da Baixada Santista, o estudo integrado do meio físico é instrumento imprescindível para projetar os vetores de expansão urbana da cidade mais adequados, sem gerar novas áreas de risco geológico.

Confira a Carta Geomorfológica

Em uma análise sintética, são destacados os três principais macrocompartimentos de relevo do município, situado na Baixada Santista: a monumental escarpa da Serra do Mar; as planícies fluviomarinhas e terraços marinhos; e a morraria de São Santos-São Vicente.

Este mapa consiste na mais nova linha de ação da Divisão de Gestão Territorial (DIGATE): o mapeamento geomorfológico sistemático dos municípios brasileiros em escala de semidetalhe (1:25.000). Em 2023, foi estabelecida uma meta institucional de publicação de mais de 70 cartas geomorfológicas nos mais variados municípios do território brasileiro, sob diversos domínios morfoclimáticos. Considerando que as Cartas Geomorfológicas se revestem de um grande valor intrínseco, tais mapas podem ser utilizados para diversas finalidades e pelos mais diferenciados atores sociais, destacando-se universidades, centros de pesquisa e órgãos de gestão e planejamento em todas as esferas governamentais, especialmente, em âmbito municipal.

Acesse o Guia de Procedimentos Técnicos do Departamento de Gestão Territorial

Núcleo de Comunicação, com informações do Departamento de Gestão Territorial (DEGET/SGB-CPRM)
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
Ministério de Minas e Energia
imprensa@sgb.gov.br
  • Imprimir