Segunda-feira, 15 de junho de 2020

Diretoria Executiva da CPRM presta solidariedade ao Museu de História Natural da UFMG

 O Museu de História Natural e Jardim Botânico da UFMG funciona desde 1969. Foto: UFMG
A Diretoria Executiva do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) lamenta o incêndio, ocorrido nesta segunda (15), no Museu de História Natural e Jardim Botânico da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e se solidariza com a instituição. O fogo atingiu salas da reserva técnica, que guardavam coleções fora de exposições.

Felizmente, as chamas foram contidas pelo Corpo de Bombeiros antes de causarem maiores estragos. De acordo com a diretoria do Museu, entre as coleções destruídas estão peças da paleontologia, arqueologia, biologia, zoologia e entomologia. O Museu concentra mais de 260 mil peças em seu acervo e está em funcionamento desde 1969.

A perda dos artefatos queimados é inestimável. A CPRM sabe do papel essencial que as ciências da terra e naturais desempenham no avanço da compreensão da vida humana e do valor da conservação de objetos históricos.


Diretoria Executiva
Serviço Geológico do Brasil — CPRM
  • Imprimir