Sexta-feira, 10 de setembro de 2021

Café Geológico debate ações da Defesa Civil de Juiz de Fora e Ouro Preto

 O Café Geológico, projeto promovido pelo Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM), recebeu, nesta sexta-feira (10), dois representantes da Defesa Civil de Juiz de Fora e Outro Preto, municípios de Minas Gerais, para apresentar o resultado das mudanças estruturais na Defesa Civil de Juiz de Fora, além do aplicativo da Defesa Civil de Ouro Preto como ferramenta de fomento à resiliência municipal. O evento foi transmitido pela TV CPRM e contou com a emissão de certificados para os espectadores.

O primeiro palestrante foi o membro da Defesa Civil de Ouro Preto, Charles Murta, que mostrou o que a Defesa Civil de Ouro Preto disponibiliza para a população, através do seu aplicativo, um banco de dados georreferenciado do SGB-CPRM com todo o resultado dos trabalhos de Setorização de Risco Alto e Muito Alto que foram realizados no ano de 2016.

 O objetivo principal foi fomentar o senso coletivo de alto-proteção em uma população alvo que atualmente se vê na condição de ter que conviver com a realidade do risco por falta de políticas públicas que abarquem toda a demanda que foi gerada pela ocupação territorial desordenada ao longo dos anos de expansão.

“Nós temos muitos grupos de risco aqui em Ouro Preto e podemos dividir basicamente em quatro: gestão de riscos por patologias estruturais em edificações; ao patrimônio histórico; geo-hidrológicos e geotécnicos; por rupturas de barragens”, analisou.

Em seguida foi a vez de Joviano Assis, membro da Defesa Civil de Juiz de Fora, que mostrou o resultado das mudanças estruturais na DC-JF, nas ações de prevenção. O objetivo principal foi expor como a estruturação da Defesa Civil e uma maior atenção às ações de prevenção são essenciais para a formação de uma cidade resiliente.

“As cidades resilientes são aquelas que possuem uma maior capacidade de se adaptar para prever e lidar da forma correta com os desastres naturais”, explicou. Em seguida, Joviano salientou que a DC-JF assinou, em junho de 2020, o Certificado de Compromisso com a Resiliência aos Desastres, da ONU e, desde então, vem trabalhando em conjunto com a universidade, com o corpo de bombeiros, para minimizar o número de desastres no município.

 Em seguida, foi a hora de explicar como eles vem agindo de maneira objetiva. Joviano explicou que dividiu em passos, o que foi feito pela DC-JF, como por exemplo, a estruturação de equipes para melhor atender ao município, a investigação da base de dados disponível da DC e o cruzamento das bases de dados disponíveis com os resultados das pesquisas realizadas pela universidade.

Após a apresentação, os participantes abriram espaço para os espectadores do evento, que mandaram perguntas sobre o trabalho realizado, prontamente respondidas pelos especialistas. O Café Geológico é um projeto idealizado pelo Departamento de Gestão Territorial (DEGET) com apresentação e mediação do Geólogo e Pesquisador em Geociências, Thiago Dutra dos Santos.

Se interessou pela palestra? Confira ela no nosso canal!

Não quer perder mais nenhuma das próximas palestras sobre o tema? Acesse a nossa TV CPRM.

Renan Adnet
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil
renan.conceicao@cprm.gov.br
asscom@cprm.gov.br

  • Imprimir