Coluna Estratigráfica

A primeira coluna estratigráfica da Bacia Sedimentar do Paraná foi estabelecida por White (1908), que definiu, com base nos afloramentos da Serra do Rio do Rastro, uma coluna estratigráfica para as unidades gonduânicas da porção sudeste da Bacia Sedimentar do Paraná. White definiu a constituição das Séries São Bento, Passa Dois e Tubarão. Desde então, surgiram diversas propostas para agrupamentos e denominações destes fácies, membros, formações e grupos que a compõem.

Neste sentido, um dos mais importantes trabalhos foi realizado por Schneider et al. (1974), que estabeleceu uma correlação regional entre as descontínuas unidades estratigráficas gonduânicas presentes na bacia, desenvolvendo uma coluna crono-ambiental para a mesma.

Os links existentes na tabela correspondem às unidades estratigráficas

Coluna estratigráfica da Bacia do Paraná, seg. Schneider et al. (1974) , adaptada por Aboarrage & Lopes (1986)

Atualmente, uma das mais atualizadas e utilizadas colunas estratigráficas da bacia é a elaborada por Milani (1997)

Adaptação para Bizzi et al. (2001)