Sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

Serviço Geológico monitora rios de Minas Gerais e Rio de Janeiro

Rios em cota de inundação e de alerta começam a estabilizar

O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) atualizou nesta sexta-feira, dia 14/02, os dados de monitoramento das bacias dos rios Doce, Muriaé e Pomba, que estão sofrendo elevação em diversos munícipios devidos as chuvas.

Nas últimas horas, mais quatro municípios sofreram com alagamentos e inundações, conforme previsão divulgada ontem. No município de Cardoso Moreira (RJ), o rio Muriaé subiu mais de 2 metros e está na cota de 7,56 metros e segue em ascensão. Em Guarani (MG), o rio Pomba subiu mais de um metro e passou da cota de alerta para inundação. Itaperuna (RJ) é outro município que confirmou a previsão e subiu até superar a cota de 4,50 metros e transbordar. Nesta manhã alcançou 5 metros e deve continuar subindo.

Na bacia do rio Doce, o rio Piranga que transbordou ontem no município de Ponte Nova (MG) tem previsão de continuar subindo nas próximas horas. O Serviço Geológico do Brasil registrou também a elevação dos rios nesta madrugada em locais que já haviam transbordado. É o caso de Patrocínio do Muriaé (MG) que está na cota de 8,53 metros. Em Cataguases (MG) o rio Pomba também está com mais de 8 metros.

De acordo com o engenheiro hidrólogo da CPRM Marcos Salviano os rios têm previsão de continuar subindo nas próximas horas, mas a tendência é de estabilização.


Acesse o Sistema de Alerta Hidrológico (SAH) do Rio Muriaé
Acesse o Sistema de Alerta Hidrológico (SAH) do Rio Doce
Acesse o Sistema de Alerta Hidrológico (SAH) do Rio Pomba
Acesse o Sistema de Alerta Hidrológico (SAH) do Rio Madeira



Janis Morais
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
(61) 2108-8400
(51) 3406-7361
  • Imprimir