Terça-feira, 29 de setembro de 2020

SGB Educa ganha reforço com conteúdos e atividades criadas pela equipe de São Paulo e do Paraná

Novos personagens como o DJ Gasito e MC Olito, mini-livros, vídeos e um mascote de pano ajudam a levar o conhecimento das geociências para o público infantil e juvenil e mostram que estimular a imaginação pode ser bastante produtivo

Em novembro estará disponível o site do SGBeduca projeto que, desde 2019, vem reunindo pesquisadores e analistas do Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) com o objetivo de divulgar e popularizar as geociências e o próprio SGB na sociedade e, em particular, entre professores e alunos de todos os níveis de ensino.

Sob a coordenação da geóloga Andrea Sander, em Porto Alegre, o projeto busca contagiar cada vez mais os pesquisadores e analistas da empresa na tarefa de disseminar o conhecimento geocientífico. Atualmente, todas as unidades do SGB têm representantes do SGBeduca e algumas destas unidades estão produzindo conteúdo para o site, entre eles a SUREG-SP.

 Capas de alguns produtos que já foram desenvolvidos pelo grupo de São Paulo no projeto SGBeduca O núcleo do SGBeduca de São Paulo está sob a coordenação da geóloga Ângela Pacheco Lopes, que reuniu pesquisadores e analistas interessados em participar do projeto e, mediante autorização de suas chefias, vêm elaborando uma série de materiais de excelente qualidade e de grande criatividade, revelando talentos desconhecidos em várias áreas, como a mediação científica, desenho e até mesmo corte e costura!

A Ângela Lopes, em parceria com Reinaldo Rodrigues da Gama, desenvolveu duas histórias em quadrinhos: o Mc Olito: uma viagem ao mundo do petróleo; e Dj Gasito: a origem do gás. São histórias que levam as crianças a um passeio sobre os hidrocarbonetos em uma linguagem simples e divertida. A história do McOlito rendeu até um mascote: o McOlito, confeccionado pelo Reinaldo Rodrigues.

A Bibliotecária Cláudia Coutinho Lopes desenvolveu desenhos e caderno de atividades para serem utilizados com finalidades didáticas, com o caderno Geodiversão, abordando os fósseis brasileiros; e diversas pranchas, com a estrutura da Terra, as placas tectônicas, o ciclo da água entre outros.

Já os geólogos Francisco Ferreira de Campos e Gabriel Guimarães Facuri desenvolveram materiais sobre o Tempo geológico com diferentes abordagens: ensino fundamental, para o ensino médio e um caderno para professores! Criaram um vídeo sobre uma viagem no tempo, onde o tempo geológico está distribuído ao longo do trajeto São Paulo – Rio de Janeiro, materializando em km os diferentes períodos geológicos. Os pesquisadores criaram um excelente material sobre o risco geológico e movimentos de massa, também com material distinto para alunos e professores, que já está sendo utilizado pela Defesa Civil em seus treinamentos com a comunidade.

A geóloga Deborah Mendes, que além de geóloga possui licenciatura em Geologia pela Faculdade de Educação da USP, está fazendo a adequação do material do site do SGBeduca conforme a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento que norteia a educação no país.

Também participam do SGBeduca na SUREG-SP os pesquisadores Ligia Maria Ribeiro, Roberto Kirchheim e Marcell Besser. Saiba mais sobre o projeto aqui: https://bit.ly/347JrcB

As ações do grupo do projeto não param por aí! A equipe tem muitos planos a serem executados depois da pandemia, como ministrar cursos para os professores de escolas públicas, apresentar palestras para os alunos do ensino fundamental e médio, fazer exposições de geociências em locais públicos e outros eventos para promover as geociências e divulgar o SGB na sociedade de forma geral. Algumas destas atividades já estão sendo realizadas de forma virtual, como aulas e lives nas redes sociais, sendo algumas realizadas em conjunto com a Universidade Federal do Paraná e o Núcleo Paraná da Sociedade Brasileira de Geologia.

Um pouco da história - Há mais de 20 anos a pesquisadora Andrea Sander, lotada na Superintendência de Porto Alegre, vem trabalhando com o objetivo de aproximar as geociências da sociedade. Hoje, iniciativa foi materializada em um projeto, o SGB Educa, que possui um grupo de pesquisadores em âmbito nacional. A proposta é produzir e levar conteúdo de qualidade sobre geociências para o ensino fundamental e médio, em uma linguagem acessível e aplicada. Essa missão pedagógica representa um desafio para os pesquisadores.


Janis Morais
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscom@cprm.gov.br
janis.morais@cprm.gov.br

  • Imprimir