Segunda-feira, 06 de maio de 2019

Petrópolis (RJ) recebe pela primeira vez exposição sobre Geoparques e Dinossauros

 Os visitantes poderão interagir com réplicas de pegadas de dinossauros Promovida pelo Museu de Ciências da Terra (MCTer) em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a exposição gratuita Dinossauros e Geoparques do Brasil, inédita em Petrópolis (RJ), foi inaugurada hoje (6/5) no Palácio de Itaboraí. A parceria entre o MCTer e a Fiocruz tem como objetivo apresentar ao público o conceito de geoparques e discutir a importância dos fósseis para a criação desses espaços. O público poderá interagir com fósseis de dinossauros, peixes e insetos, réplicas de pegadas de dinossauros e do esqueleto de um grande réptil carnívoro extinto, além de vídeos e imagens em 3D e painéis informativos.

 Alunos do Projeto Social C3 durante visita à exposição  “Como responsabilidade social, a gente se viu obrigado a implantar o museu itinerante. A parceria veio de uma maneira fantástica. É a primeira exposição paleontológica da cidade e estamos sentindo um movimento muito positivo”, afirma Nathalia Roitberg, gestora do MCTer.

A exposição está dividida em módulos de modo a facilitar a compreensão sobre cada um dos conceitos abordados. No módulo principal, “Dinossauros e Geoparques”, estão disponíveis informações gerais sobre Geoparques e sobre os aspectos paleontológicos que compõem esses espaços. Há também o “Módulo Dicinodonte” com um fóssil original deste réptil herbívoro extinto, além de informações sobre seus hábitos e comportamentos.

No “Módulo Fósseis do Araripe”, o visitante poderá conhecer o Geoparque Brasileiro localizado no Ceará e interagir com fósseis da região. Trata-se do primeiro parque geológico das Américas reconhecido pela UNESCO. Logo em seguida, o “Vídeo Fósseis Digitais 3D”, produzido pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) a partir de modelos digitais, será exibido ao público.
 Enzo Lopes apaixonado por dinossauros se encantou com a oportunidade de conhecer de perto os fósseis No “Módulo Prestosuchus” há uma réplica do esqueleto deste animal carnívoro que viveu há cerca de 240 milhões de anos. Em sequência, o “Módulo Dinossauros de Uberaba” apresenta ossos de dinossauros existentes na região que é mundialmente conhecida como a Terra dos Dinossauros do Brasil. No último módulo, o visitante encontra informações sobre fósseis com uma instalação que simula, de forma lúdica, a escavação de fósseis reais.
 Representação do Prestosuchus chiniquensis (Criação: Dmitry Bogdanov) A curadoria da exposição é do paleontólogo do MCTer Rafael Costa da Silva. Segundo ele, é muito importante trazer esse conhecimento sobre as propostas dos geoparques. “O Brasil é um país muito rico em quesito de geodiversidade e é muito pouco explorado. A gente tenta relacionar isso com os dinossauros porque é um tema que as pessoas estão mais familiarizadas, chama mais atenção”, disse.

A assessora de eventos da Fiocruz, Juliana Possas, compartilhou que pedidos de exposições sobre dinossauros são recorrentes entre os visitantes do espaço. “É a primeira vez que temos em nossa cidade uma mostra com essa temática. Para nós, a oportunidade de dar ao público essa alegria é algo ímpar. Em parceria com a CPRM, estamos levando ao público conhecimento, alegria, descobertas e muita expectativa. Estamos muito empolgados”, comentou Juliana.

A exposição ocorre entre os dias 6/5 a 2/8, de segunda a sexta das 8h30 às 16h30, e aos sábados de 9h às 16h, no Palácio Itaboraí, localizado na Rua Visconde de Itaboraí, Nº 188, Valparaíso, Petrópolis (RJ). Grupos com mais de 10 pessoas precisam agendar a visita pelo telefone (24) 2246-1430 ou pelo email juliana.possas@fiocruz.br.


Gabriella Arraes e Lorena Amaro
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
gabriella.arraes@cprm.gov.br
(21) 2295-4641
  • Imprimir