Quinta-feira, 07 de novembro de 2019

Pesquisadores da CPRM fazem visita técnica ao navio Américo Vespúcio

 Pesquisadores da Superintendência Regional de Manaus durante visita ao navio Américo Vespúcio Em atividade que marca o início de uma proposta de cooperação entre o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e a Associação Brasileira de Armadores de Cabotagem (ABAC), pesquisadores em Geociências da CPRM realizaram uma visita técnica ao navio de grande porte Américo Vespúcio. A visita ocorreu no dia 30 de outubro e contou com a presença da pesquisadora da Gerência de Hidrologia e Gestão Territorial (GEHITE) Luna Gripp, do supervisor da Gerência de Geologia e Recursos Minerais, Paulo Lopes, e do superintendente regional de Manaus, José Maria da Silva Maia, todos lotados na SUREG/Manaus.

Conforme informou a pesquisadora da CPRM, devido ao seu conhecimento técnico, o Serviço Geológico do Brasil foi consultado pela ABAC para o fornecimento de informações que deem subsídio para a navegação de cabotagem (realizada entre portos ou pontos do território brasileiro) durante os períodos de vazante (baixa do nível das águas dos rios).

 O navio Américo Vespúcio possui capacidade para carregar 1.700 contêineres Gripp explicou que a navegação de cabotagem tem crescido muito no Brasil, e também no estado do Amazonas, já que o transporte aquaviário é uma das principais formas de chegada de bens de consumo e de materiais para a indústria da Zona Franca de Manaus, bem como para escoamento do material produzido na região. “Na época de vazante, quando o rio está mais baixo, a navegação fica prejudicada porque a carga do navio precisa ser reduzida, já que quanto mais pesada a carga, mais baixa fica a embarcação, aumentando a probabilidade do calado do navio tocar o fundo”, destacou.

Ainda segundo a pesquisadora, com base nessa nova forma de se considerar os dados hidrológicos, a ideia é que o Sistema de Alerta Hidrológico do Amazonas, que monitora as cheias dos rios, volte suas atenções também para o período de vazante, já que a população do Amazonas é abastecida, principalmente, por meio fluvial.



Lorena Amaro
lorena.costa@cprm.gov.br
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil (CPRM)
(21) 2295-4641

  • Imprimir