Sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Museu de Ciências da Terra cede fósseis para exposição no Museu do Meio Ambiente

 Restauração do tubo caudal de Panochthus, gliptodonte do Pleistoceno do Ceará que viveu há 37 milhões de anos
A galeria da exposição gratuita “Darwin: Origens & Evolução”, que inaugura hoje (30), conta com 23 fósseis cedidos pelo Museu de Ciências da Terra (MCTer). A mostra estará aberta à visitação até o dia 30 de outubro, no Museu do Meio Ambiente, localizado no Jardim Botânico do Rio de Janeiro. O acordo de colaboração entre as instituições possibilitou a restauração de peças importantes do acervo paleontológico do MCTer, como a cauda de um gliptodonte (tipo de tatu gigante) e as presas de mastodontes. Outros materiais também passaram por tratamentos com resina que aumentam sua resistência, conforme informou o paleontólogo do museu, Rafael Costa da Silva. Serão expostos ainda fósseis de peixes, dentes de mamutes e de mastodontes, crânio e fêmur de preguiças gigantes.
 Fóssil do Vinctifer comptoni, peixe do Cretáceo da Bacia do Araripe
O estúdio M’Baraká, responsável pela exposição, forneceu os materiais necessários para a restauração dos fósseis. Segundo a instituição, “a parceria com o Museu de Ciências da Terra, historicamente comprometido com a popularização das ciências, é de grande relevância para a temática central do projeto: a teoria da Origem das Espécies e sua repercussão em diferentes áreas do saber”.

   Darwin: Origens & Evolução possui 295 peças expostas, entre obras de arte contemporâneas, instalações criativas e ambientes interativos. A ideia é explorar a relação da teoria de Charles Darwin com a produção científica no Brasil, apresentando elementos das pesquisas e viagens do teórico, incluindo sua passagem pelo Brasil, quando visitou o Jardim Botânico. Alguns destaques da mostra são a pesquisa de naturalistas como Fritz Muller e Peter Lund e a criação de instituições científicas cariocas no séc XIX: o Jardim Botânico e o Museu Nacional da UFRJ, instituição parceira da exposição. A mostra também celebra os 160 anos da publicação da obra “A Origem das espécies”, que revolucionou a ciência e marca o início da biologia moderna.

SERVIÇO: Exposição Darwin Origens & Evolução
De 30 de agosto a 30 de outubro
De terça a domingo das 10 às 18 horas (entrada até as 17 horas)
Museu do Meio Ambiente – Rua Jardim Botânico, 1008
Entrada Gratuita no Museu
Livre para todos os públicos
Acessibilidade: O Museu conta com elevador para o acesso de cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida. Mediação em libras de terça a sábado.

Acesse o evento aqui!

Lorena Amaro
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
lorena.costa@cprm.gov.br
(21) 2295-4641

  • Imprimir