Quarta-feira, 11 de março de 2020

Estudo sobre regolitos lateríticos é publicado no Journal of the Geological Survey of Brazil


O estudo desenvolvido pelos pesquisadores Edgar Figueiredo, Rodrigo dos Santos e Basílio da Cruz do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), foi publicado no mês de fevereiro no Journal of the Geological Survey of Brazil. Intitulado de “Integration of multisource data to support the identification of lateritic regolith in Eastern - Bahia, northeastern Brazil”, o artigo teve como objetivo realizar um estudo que integrasse informações de múltiplas fontes sobre a identificação de áreas favoráveis à ocorrência de regolitos lateríticos. Além disso, fornecer subsídios para o mapeamento geológico da região da Bahia para a discriminação dos materiais encontrados.

Embora o estado da Bahia já tenha sido explorado por levantamentos geofísicos aéreos de alta resolução e imagens orbitais, não existem análises e estudos que integrem os dados. Em uma área de aproximadamente 106.200km², nas cidades de Ipirá, Feira de Santana, Itaberaba, Santo Antônio de Jesus, Valença, Jequié, Vitoria da Conquista, Itabuna, Ilhéus. e Itapetinga, os pesquisadores fizeram a definição de áreas potenciais para a presença de perfis lateríticos bem desenvolvidos entre outros processos.

O estudo também fornece exemplos sobre pesquisas feitas em outros países, como no caso da Austrália onde foram encontrados, pelo menos, 13 depósitos de ouro entre os anos de 1983 e 1994 através de estudos geoquímicos de perfis lateríticos integrado ao mapeamento de regolitos. No caso do Brasil, eles afirmam que uma das áreas mais estudadas foi a região amazônica, por conta da extensa presença desse tipo de material e também, à exploração econômica de depósitos de minerais associados.

Clique aqui para ter acesso ao estudo!


Gabriella Rossi
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil (CPRM)
gabriella.arraes@cprm.gov.br
(21) 2295-4641
  • Imprimir