Terça-feira, 18 de abril de 2017

Divisão de Estratigrafia, Sedimentologia e Paleontologia realiza Workshop no ERJ

 Reunião técnica da DIPALE com a presença dos representantes da DGM, DEGEO e DIGEOM no ERJ A fim de discutir as propostas de trabalho, atividades futuras e de ampliar a participação da divisão nos projetos da CPRM, os técnicos da Divisão de Estratigrafia, Sedimentologia e Paleontologia (DIPALE) se reuniram entre os dias 11 e 13 de abril, no Escritório da CPRM no Rio de Janeiro (ERJ). A reunião contou também com a presença dos técnicos da DIPALE de Manaus e Porto Velho, por intermédio de videoconferência.

Participaram do Workshop o diretor de Geologia e Recursos Minerais (DGM), José Leonardo Silva Andriotti, o chefe do Departamento de Geologia (DEGEO), Marco Tulio Naves de Carvalho, o chefe da DIPALE, José Torres Guimarães, e o Assistente de Produção da DGM na Residência de Porto Velho (REPO), Rodrigo Adorno. Também participaram do evento representantes do Museu de Ciências da Terra, do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) e o chefe da Divisão de Geologia Marinha (DIGEOM).

 Bacias sedimentares do Brasil Durante os dois primeiros dias do encontro os participantes apresentaram as atividades desenvolvidas no período de 2015 a 2017, discutiram os resultados relevantes obtidos e fizeram uma análise crítica profunda da atuação da DIPALE, com foco nos seus fundamentos e atribuições. O último dia da reunião foi reservado para tomada de decisões e discussões sobre a participação da DIPALE nos projetos da CPRM, por meio da oferta de suporte técnico, incluindo participação em trabalhos de campo, elaboração de relatórios técnicos e de viagem, análises paleontológicas e a revisão de relatórios, com inserção do selo de qualidade da DIPALE.

Além do suporte técnico aos projetos da CPRM, ficou claro no encontro a necessidade de desenvolver parcerias técnicas entre a DIPALE e as demais Divisões da empresa, em especial com a Divisão de Geologia Marinha (DIGEOM) e com a Divisão de Projetos Especiais e Minerais Estratégicos (DIPEME). Outro ponto importante discutido foi a necessidade de colaborar com a ampliação da visibilidade externa da CPRM, sendo que uma das maneiras de se atingir esse objetivo seria realizar exposições das coleções paleontológicas de vertebrados, de posse da DIPALE, no Museu de Ciências da Terra.

A DIPALE é uma divisão da DGM/DEGEO que tem como missão o estudo das bacias sedimentares à luz da moderna estratigrafia, que inclui sedimentologia, estratigrafia e paleontologia. A DIPALE possui corpo técnico especializado, constituído exclusivamente por mestres e doutores nessas áreas de concentração e busca dar suporte técnico aos projetos da CPRM em ambientes de bacias sedimentares. O território brasileiro, coberto por cerca de 78% de bacias sedimentares, abriga importantes reservas minerais já descobertas e um grande potencial ainda não explorado, além de todo registro fóssil brasileiro. Esse fato, por si só, evidencia a importância do estudo desses terrenos pelo Serviço Geológico do Brasil.

Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
(61) 2108-8400

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.