Quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Dinossauros e geoparques são tema de exposição do Museu de Ciências da Terra

 Réplicas de pegadas de dinossauros herbívoros e carnívoros (Foto: Cibele Pixinine) Atrair jovens para as ciências e promover o conhecimento são alguns dos objetivos da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que ocorrerá dos dias 15 a 21 de outubro, em todos os estados brasileiros. O Museu de Ciências da Terra (MCTer) não poderia ficar de fora. Na 15º edição do evento, a exposição itinerante “Dinossauros e Geoparques: um caminho para a geoconservação”, organizada pelo MCTer, será levada ao Museu de Astronomia.

A rica geodiversidade brasileira permite que o país tenha um grande potencial para a criação de Geoparques, áreas geográficas cujo patrimônio geológico fica sob a guarda da Unesco. Apesar disso, existe apenas um no Brasil, o Geoparque do Araripe, no Ceará. Pensando nisso, a exposição traz discussões, até então desconhecidas do público, sobre geoparques e a importância dos fósseis para o fazer científico e também para o geoturismo.

“Como o tema da SNCT deste ano é Ciência para Redução da Desigualdade, decidimos trabalhar com conceito de Geoparque, já que ele visa o desenvolvimento sustentável por intermédio do geoturismo e geoconservação. Esse tipo de turismo pode gerar renda para a população local, contribuindo para a redução de desigualdades”, destaca Rafael Costa, paleontólogo e curador da exposição.

São mais de 50 tipos de pegadas de animais pré-históricos, na bacia sedimentar do Rio do Peixe (Foto: Cacio Murilo) Por meio de originais e réplicas de pegadas de dinossauros do grupo de terópodes e ornitópodes, o visitante irá conhecer o Vale dos Dinossauros, um dos mais importantes sítios paleontológicos do mundo, situado no estado da Paraíba. Fotos em 3D e imagens dos geossítios também serão usadas para mostrar as novas propostas de geoparques lançadas pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) como, por exemplo, o Geoparque Rio do Peixe e o de Bodoquena.

Para Costa, o público ainda não está muito familiarizado com o tema, aumentando a importância dessa exposição. “Acredito que a abordagem da exposição, com os dinossauros sendo o elemento central e o motivador para criação dos geossítios e geoparques, é uma novidade e será bem recebida no evento”, conta o curador.

A exposição foi desenvolvida com o apoio do Departamento de Gestão Territorial (DEGET/DHT).

Serviço:
Dinossauros e Geoparques: um caminho para a geoconservação
16 a 21 de outubro
Museu de Astronomia
Rua General Bruce, 586 - São Cristóvão, Rio de Janeiro


Cibele Pixinine Batista
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
(61) 2108-8400
  • Imprimir

© Copyright CPRM 2016-2018. Todos os direitos reservados.