Quinta-feira, 14 de março de 2019

CPRM segue em nova etapa no bairro Pinheiro

Técnico realiza estudo de gravimetria no bairro Os pesquisadores do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) deram prosseguimento, nesta semana, à décima etapa dos trabalhos de investigação do subsolo do bairro Pinheiro, em Maceió (AL). Até o momento, foram cumpridas todas as etapas previstas no cronograma de ações. Os técnicos da CPRM já finalizaram os levantamentos de batimetria, primeira etapa dos estudos de geofísica, utilizando o método eletrorresistividadee e gravimetria, além da primeira etapa do nivelamento de poços para o monitoramento do aquífero.

Nas últimas semanas foram finalizadas a coleta de dados pelo método audiomagnetotelúrico, que atingiu 1500m de profundidade. Foram finalizados, também, a sondagem geotécnica e a instalações das seis estações da Rede Sismográfica Brasileira.

Para esta semana e a próxima, os técnicos darão continuidade à segunda etapa dos estudos da eletrorresistividade, gravimetria e cartografia.

“As equipes responsáveis pela cartografia retornaram ao bairro para realizar a complementação da topografia do terreno. E em parceria com a Defesa Civil e a Prefeitura, também está sendo realizado um levantamento histórico da ocupação do bairro”, explica Adelaide Mansini Maia, chefe do Departamento de Gestão Territorial da CPRM.

Segundo Adelaide, é possível que, para algumas etapas, haja interdição das ruas. Para a eletrorresistividade haverá interdição somente se os técnicos considerarem necessário. O cronograma está sendo informado diariamente pelo site da prefeitura e pelo instagram da CPRM.

Confira as ruas que serão interditadas até o próximo sábado para o método Eletroresistividade:
QUINTA- 04/03- Rua Joaquim Gouveia de Albuquerque/ Rua Luís de Cerqueira Cotrim
SEXTA- Rua Jornalista Augusto Vaz Filho
SÁBADO- Avenida Manoel Menezes

O Serviço Geológico do Brasil continua dando transparência e celeridade em suas ações. Para mais informações sobre os estudos geológicos que estão sendo realizados no Pinheiro acesse a página da CPRM.

Entenda os estudos que serão realizados nas semanas 10 e 11

O QUE É GRAVIMETRIA?
Gravimetria é um método não invasivo, que estuda as variações da aceleração de gravidade ponto a ponto sobre a superfície terrestre. A aplicação deste método está relacionada, fundamentalmente, na diferença entre a densidade das rochas ou alvos de interesse. Um corpo (alvo) com densidade mais elevada do que as rochas ao seu entorno produz um aumento de massa, essa massa “extra” é conhecida como anomalia positiva. O contrário, quando um corpo tem densidade mais baixa do que as rochas ao entorno, é chamada de anomalia negativa. Os equipamentos utilizados nesse tipo de levantamento são basicamente o gravímetro e um GPS . O objetivo desse procedimento será identificar anomalias de massa na região com deformação estrutural que afeta as construções e os pavimentos.

O QUE É O MÉTODO ELETRORRESISTIVIDADE?
No bairro do Pinheiro, pesquisadores do Serviço Geológico do Brasil estão realizando o estudo de eletrorresistividade. Este é um método geofísico que investiga a existência de água e estruturas geológicas em profundidade do solo. Isto ocorre por meio de fios, que entram no solo por pequenos furos, para a indução de corrente elétrica. Estes pontos de estudo foram escolhidos estrategicamente para avaliar a gravidade dos danos causados pelo tremor registrado no último ano.

O QUE É LEVANTAMENTO CARTOGRÁFICO?
O levantamento geodésico de alta precisão para obtenção de coordenadas planialtimétricas por rastreio de satélites artificiais do Sistema de Posicionamento Global (GPS) e determinação da cota (altimetria) da boca dos poços de extração de sal-gema e água. Este marco materializado servirá de referência para os demais levantamentos topográficos realizados na área de estudo.

Letícia Peixoto
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
(61) 2108-8400
  • Imprimir

© Copyright CPRM 2016-2019. Todos os direitos reservados.