Segunda-feira, 19 de junho de 2017

CPRM recebe visita do Serviço Geológico Alemão

 Técnicos da CPRM e BGR em trabalho de campo na mina de Cachoeirinha. Da esquerda para direita, Dr. Herwig arbler – BGR, Tiago Buch – CPRM Porto Velho, Dra. Lucy Chemale – CPRM Porto Alegre, e Dr. Simon Goldmann – BGR A Residência de Porto Velho do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) recebeu a visita técnica dos pesquisadores do Serviço Geológico alemão (BGR) no mês de maio. A parceria é uma ação do Projeto Identidade Mineral da Província Estanífera de Rondônia, firmada entre a CPRM e o BGR. O encontro tem como objetivo a caracterização do minério estanífero de Rondônia e a otimização dos processos de recuperação da cassiterita e aos extensos rejeitos de mineração acumulados desde o início do processo de lavra.

Durante o encontro os participantes apresentaram os resultados preliminares de análises laboratoriais feitas em Hanôver, Alemanha, a partir de amostras coletadas na Província Estanífera de Rondônia no final do ano de 2016 pela equipe do projeto.

 Técnicos da CPRM e da BGR realizando coleta de minério para testes de processamento mineral Participaram da reunião os geólogos Herwig Marbler, Simon Goldmann do BGR, Marco Túlio Naves de Carvalho, Rodrigo Rodrigues Adôrno, Luiz Gilberto Dall’Igna e os pesquisadores em geociências, Lucy Takehara Chemale e Tiago Buch.

O geólogo Tiago Buch, ressalta esperar que os resultados do projeto permitam gerar dados que estimulem a produção de cassiterita no estado. A identificação de subprodutos pode favorecer a implementação de novas tecnologias para extração de outros minerais denominados subprodutos ou co-produtos da cassiterita. “O estanho tem uma participação essencial e crescente na indústria, por isso é relevante mostrar que, mesmo após décadas de mineração, o Estado de Rondônia apresenta enorme potencial ainda a ser explorado em relação a esse metal”, ressalta o geólogo.

Os trabalhos de amostragem foram desenvolvidos nos depósitos estaníferos de Cachoeirinha, Santa Bárbara, Bom Futuro e Massangana. As amostras coletadas serão preparadas na Residência de Porto Velho e posteriormente enviadas à Alemanha, onde os testes de processamento mineral serão desenvolvidos.

 Frente de lavra na mina de Bom Futuro Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
(61) 2108-8400

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.