Terça-feira, 07 de abril de 2020

CPRM publica artigo sobre mapeamento de perigo e risco – Projeto GIDES no Journal of Erosion Control Engineering

Pesquisadores da CPRM durante trabalho em campo

No último dia 03, foi publicado o artigo científico "Risk Assessment and Hazard Mapping Technique in the Projectfor Strengthening National Strategy of Integrated Natural Disaster Risk Management" no International Journal of Erosion Control Engineering. Este artigo apresenta a metodologia de perigo e risco desenvolvida por equipe do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) durante o Projeto GIDES, que foi uma iniciativa do Governo Federal que buscou estabelecer metodologias para o gerenciamento integrado de riscos em todas as esferas de atuação. O projeto ocorreu em parceria com o Governo do Japão.

Na CPRM, o trabalho de levantamento de dados foi realizado pelos pesquisadores da Divisão de Geologia Aplicada, do Departamento de Hidrologia e Gestão Territorial. O geólogo Thiago Dutra dos Santos integrou a equipe e assina o artigo conjuntamente com os pesquisadores Jorge Pimentel, Rafaela Ribeiro, Pedro Pfaltzgraff, Maria Emília Brenny, Dario Peixoto e Diogo Silva, além dos japoneses Hideyuki Iwanami e Tomohiro Nishimura.

Resultado do trabalho de pesquisadores da CPRM foi publicado em artigo "A publicação do artigo no International Journal of Erosion Control Engineering representa um grande reconhecimento ao trabalho pioneiro realizado pela CPRM, que foi a primeira instituição a consolidar uma metodologia nacional em relação ao perigo em áreas propensas a geração de movimentos gravitacionais de massa e avaliação de riscos. Este artigo compila o desenvolvimento metodológico entre 2013 e 2017, período em que contamos com a colaboração de diversos pesquisadores da CPRM, de outras instituições brasileiras e consultoria de profissionais do Japão, como Iwanami e Nishimura, que tiveram grande contribuição e também assinam a publicação", explica Thiago Dutra.

O geólogo destaca que a publicação no conceituado jornal internacional descreve o desenvolvimento de avaliação de perigo e risco, realizado para os quatro principais fenômenos de movimentos gravitacionais de massa: deslizamentos planares, deslizamentos rotacionais, fluxos de detritos e quedas de blocos. O trabalho envolveu alinhamento conceitual bibliográfico, inventário de dados de desastres naturais e análise estatística de dados. Com isso, foi possível definir critérios de identificação de áreas potenciais e atingimento máximo dos sedimentos transportados. Os dados obtidos foram avaliados com base em metodologias utilizadas pelos japoneses, no entanto houve adaptação às peculiaridades do território brasileiro.

O artigo, em inglês, está disponível para consulta pública na internet e pode ser acessado aqui e aqui.

Projeto GIDES
O Serviço Geológico do Brasil desenvolve há 15 anos ações focadas na prevenção de desastres naturais representados, principalmente, por movimentos de massa e inundações, que de forma recorrente afetam grande número de pessoas no Brasil. A partir do desastre que afetou a região serrana do estado do Rio de Janeiro em janeiro de 2011, a CPRM passou a integrar o Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais, juntamente com diversas outras instituições do Governo Federal, e recebeu a atribuição de realizar os trabalhos de mapeamento de riscos geológico.

Em 2013, o Governo do Brasil propôs um acordo de cooperação internacional com Governo do Japão, detentor de vasta experiência e conhecimento em prevenção de desastres, e o acordo foi firmado execução do Projeto de Fortalecimento da Estratégia Nacional de Gestão Integrada de Riscos e Desastres Naturais – Projeto GIDES, integrando a Agência Brasileira de Cooperação, a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), o Ministério das Cidades (MCidades), Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), Ministério da Integração (MI), Ministério de Ciências, Tecnologia e Inovação (MCTI) e Ministério de Minas e Energia (MME), além dos estados do Rio de Janeiro e Santa Catarina e os municípios de Petrópolis, Nova Friburgo e Blumenau.

A CPRM elaborou o Manual de Mapeamento de Riscos e Perigo a Movimentos Gravitacionais de Massa, que tem por finalidade orientar e especificar os procedimentos técnicos e a metodologia para a realização de desses mapeamentos. Ainda como resultado proveniente do Projeto GIDES, técnicos da CPRM participaram de capacitação técnica e prática no Japão, ao lado de pesquisadores de diversas instituições.



Lucas Alcântara
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil — CPRM
lucas.estevao@cprm.gov.br
asscomdf@cprm.gov.br



  • Imprimir