Segunda-feira, 11 de novembro de 2019

CPRM participa de Fórum das Entidades da Cadeia Produtiva da Mineração

 Diretor-presidente destacou que a instituição vive um momento histórico como credenciamento como Instituição de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICT) O diretor-presidente do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Esteves Colnago, participou do segundo Fórum de Entidades da Cadeia Produtiva da Mineração, promovido pelo Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), na sexta-feira (7/11), no escritório da instituição, em Brasília.


Durante o encontro, executivos do setor mineral contextualizaram o cenário político e debateram temas relevantes para a indústria da mineração, entre eles, propostas legislativas que propõem alterações na tributação, pesquisa geológica e a nova estrutura da Agência Nacional de Mineração (ANM).


O diretor-presidente da CPRM, elogiou a iniciativa do Ibram em promover o debate, que segundo ele, foi uma oportunidade de ouvir as entidades que representam o setor. Na ocasião, Colnago apresentou as principais ações da empresa para incentivar o desenvolvimento do setor de mineração no país.


Destacou que é preciso aumentar conhecimento geológico do território, identificar novas áreas com potencial para minerais estratégicos, críticos e agrominerais. Entre os projetos estratégicos, o diretor presidente destacou o estudos de geologia marinha, licitação de ativos pelo PPI ( Caulim Rio Capim – PA, Fosfato Miriri PB/PE, Cobre Bom Jardim – GO e Carvão Candiota – RS).


O diretor presidente destacou também que a CPRM vive um momento histórico com o credenciada pelo CNPq, como uma Instituição de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICT), que possibilitou desenvolver vigoroso programa de P,D&I em parceria com a Petrobras e ANP nas áreas de óleo e gás.


Colnago explicou que a parceria contemplará a revitalização do Museu de Ciência da Terra (MCTer), a criação do Centro de Referências em Geociências, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com laboratórios de alto desempenho, além da ampliação da rede de litotecas que vai receber, armazenar e gerir a utilização do acervo de testemunhos de sondagem e amostras de rochas, que estão sob a guarda da Petrobras.


O encontro contou também com a presença do Frederico Bedran Oliveira, diretor de Produção Mineral, da Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral, do Ministério de Minas e Energia, que representou o secretário Alexandre Vidigal, além do chefe da Assessoria Parlamentar da CPRM, Marcio Remédio.


Estiveram no Fórum representantes da ANM, ABPM, ANEPAC ABAL, ABIAPE, ABIMAQ, ABREMI, ADIMB,ASEMI, ASENI-DF, CBRR, GEOS, IBGM, MINERONEGÓCIO e SNIC.


 Colnago destacou que é preciso  aumentar conhecimento geológico do território, identificar novas áreas com potencial para minerais estratégicos, críticos e agrominerais
  • Imprimir