Quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

CPRM divulga em São Luís resultados de projetos nas áreas de geologia, recursos minerais e hídricos realizados no estado

 Diretor destacou importância de uma unidade regional da  CPRM no Maranhão O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) divulgou na sexta-feira (15/12), na Assembleia Legislativa do Maranhão, resultados dos projetos executados pela instituição nos últimos anos nas áreas de geologia, recursos minerais e hídricos que vão contribuir para o desenvolvimento sustentável do Estado.

Entre os projetos destacam-se incentivo ao turismo, com proposta de criação do Geoparque das Águas em Carolina, mapeamento de áreas de risco em 86 municípios do estado, identificação de áreas com risco para erosão costeira nas praias de São Luís, mapa geológico e de recursos minerais, que serão um importante instrumento para o desenvolvimento de políticas públicas que visam atrair investimento privado para o setor mineral do estado, além de projeto que aponta as principais áreas na capital e região metropolitana para aproveitamento de maneira sustentável de minerais usados na construção civil e projetos para que o poder público e a população possam conhecer melhor os recursos hídricos do estado.

A solenidade contou com presença do diretor de Hidrologia e Gestão Territorial da CPRM, Antônio Carlos Bacelar, representantes do governo estadual, Agência Nacional de Águas (ANA), Agência Nacional de Mineração (ANM), Codevasf, Defesa Civil, prefeitos, parlamentares, empresários e pesquisadores da CPRM que participaram dos projetos.

Em seu discurso na abertura do evento, Antônio Carlos Bacelar destacou que foram investidos cerca de R$ 33 milhões, e que esses projetos possibilitam aos gestores públicos e setor produtivo uma visão abrangente do aproveitamento territorial e do uso adequado dos recursos naturais pelos municípios. “Queremos compartilhar nosso conhecimento, trocar experiências, integrar setores, estabelecer conceitos para uso racional dos recursos minerais e hídricos e estabelecer parcerias para melhorar a qualidade de vida da população maranhense ”, afirmou o diretor.

Antônio Carlos Bacelar defendeu ainda a necessidade de criação de uma unidade regional da CPRM no estado para permitir maior integração com órgãos estaduais e municipais. O diretor agradeceu a dedicação dos pesquisadores da CPRM que atuaram nos projetos e aos parceiros que colaboram na execução, ANA e organismos estaduais e municipais. De acordo com Bacelar os projetos dão um diagnóstico rápido do meio físico e subsídios para desenvolvimento das atividades econômicas produtivas e sustentáveis.

O diretor lembrou que São Luís é uma ilha oceânica e possui limitações e que a cidade precisa se desenvolver, mas de maneira sustentável, e anunciou que a CPRM, a partir do ano que vem, começará a elaborar o mapa de geodiversidade de São Luís, com objetivo de contribuir para o uso e ocupação sustentável do solo, com foco na disponibilidade e qualidade e da água e dos recursos minerais.

"Os produtos que estão sendo apresentados hoje reúnem dados preciosos para o planejamento urbano, a gestão das águas, os setores de infraestrutura, da construção civil, do turismo. A sua disponibilização para a sociedade permitirá a gestão participativa dos nossos bens naturais, de modo sustentável", disse o assessor especial do Ministério do Meio Ambiente José Gasparinho Neto, que representou o ministro Sarney Filho.

“São ferramentas importantes para o crescimento do estado, principalmente no tocante a água e minerais usados na construção civil e na agricultura. Esses instrumentos ajudam a dialogar com empreendimentos já instalados ou aqueles que possam vir a ser instalados no Maranhão”, avaliou Simplício Araújo secretário de Estado de Industria e Comércio do Maranhão, que representou o governador Flavio Dino

Para Cleiton Melo, secretário de Recursos Hídricos e Meio Ambiente, do município de Grajau, os projetos da CPRM vão ajudar na geração de emprego e qualidade de vida da população. “Nosso município tem potencial muito grande para mineração e esses projetos ajudam a gente a compreender melhor como utilizar de maneira sustentável nossos recursos minerais”.

 Equipe da CPRM  que participou dos projetos  recebeu os cumprimentos do deputado federal Hildo Rocha

© Copyright CPRM 2016-2018. Todos os direitos reservados.