Segunda-feira, 03 de agosto de 2015

CPRM descobre túnel de animais extintos na região de Rondônia e Amazônia

 Bifurcação do túnel principal Uma equipe técnica da CPRM coordenada pelo geólogo Amilcar Adamy descobriu na região Ponta do Abunã a primeira paleotoca (toca de animais extintos) de toda região de Rondônia e Amazônia. A estrutura cavernosa chamou atenção pela feição circular e semicircular de grandes dimensões, pelos numerosos túneis interligados e por conter uma extensão indefinida.

A pesquisa a respeito da área começou durante a execução do Projeto Geodiversidade de Rondônia (GD-RO) que aconteceu em 2010 e visa identificar sítios geoturísticos que podem contribuir com o desenvolvimento econômico do estado ao favorecer o turismo em bases sustentáveis.

A caverna despertou interesse dos geólogos e após contato com pesquisadores da UFRGS e UNESP, responsáveis pelas descobertas de dezenas de paleotocas na região sul, a equipe técnica foi a campo comprovar.

Bem conservada e sem grandes obstáculos à circulação de pessoas, a paleotoca possui marcas de garra que indicam que foi escavada por animais extintos de grande porte da megafauna pleistocênia sul-americana, possivelmente uma preguiça gigante, extinta há cerca de 10 mil anos.

Serão feitos estudos complementares na região para buscar novas tocas, além de detalhar a paleotoca descoberta e realizar escavações de pequeno porte na busca de evidencias fósseis e determinação da extensão total da caverna. 

 Túnel circular com piso coberto por sedimentos

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.