Sexta-feira, 13 de setembro de 2019

CPRM apresenta novo ordenamento estratigráfico do Complexo Palmeirópolis no XVI Simpósio de Geologia do Centro-Oeste

 Equipe Geremi Go apresentou três trabalhos orais no Simpósio de Geologia do Centro-Oeste No período de 09 e 11 de setembro ocorreu na cidade de Cuiabá-MT o XVI Simpósio de Geologia do Centro-Oeste, com o tema “Geologia explorando Novas Fronteiras”. A Superintendência Regional de Goiânia participou do evento com três apresentações orais proferidas no dia 10 de setembro, referentes ao Lançamento dos respectivos mapas e informes minerais nos estados de Mato Grosso, Tocantins e Goiás, incluindo novo reordenamento estratigráfico do Complexo Palmeirópolis, área de direito minerário do Serviço Geológico do Brasil, que será leiloada no próximo dia 21 de outubro. Além disso, o Superintendente Regional de Goiânia, Gilmar José Rizzotto, ministrou no dia 09 de setembro, a convite do Simpósio, a palestra “Evolução Geológica das Rochas Paleoproterozoicas do Norte de Mato Grosso, que versa sobre a nova concepção geotectônica para a Província Polimetálica Juruena-Teles Pires”.

O Projeto “Evolução Crustal e Metalogenia da Porção Centro Norte da Faixa Brasília” foi apresentado pelo pesquisador Pedro S. E. Ribeiro que discursou sobre a contribuição para o conhecimento geológico regional de 4 Folhas cartográficas (1:100.000) no limite sul do estado do Tocantins, divisa com Goiás. Pedro enfatizou o novo entendimento geológico-tectônico da região, formado a partir de múltiplos sistemas extensionais de 1.6, 1.3-1.2, 0.85 e 0,55 Ga, bem como o novo reordenamento estratigráfico do Complexo Palmeirópolis, área de direito minerário do Serviço Geológico do Brasil-CPRM, que será leiloada no próximo dia 21 de outubro. Este novo contexto geológico vislumbra novas perspectivas de mineralizações para a região até então não caracterizadas.

O Projeto “Evolução Crustal e Metalogenia da Província Mineral Juruena-Teles Pires” apresentado pelo pesquisador Francisco Sene Rios está situado na porção norte do estado de Mato Grosso, e contempla o mapa integrado de 16 Folhas na escala 1:300.000, bem como 3 Folhas individuais na escala 1:100.000. Francisco destacou os principais tipos de mineralizações na área, com ênfase no depósito aurífero Serrinha de Guarantã, onde recentemente concluiu mestrado pela Universidade de Brasília (UnB).

O Projeto “Geologia e Recursos Minerais da Folha Rio Branco – SC.20-Z-M” foi apresentado pelo pesquisador Fernando Santos Diener que abordou o contexto geológico-tectônico da porção noroeste do estado de Mato Grosso, na escala 1:250.000, e as principais mineralizações associadas às rochas do Grupo Roosevelt e à Suíte intrusiva bimodal Serra da Providência.


 Superintendente regional Gilmar Rizotto foi palestrante no primeiro dia do simpósio Confira a galeria de fotos do evento, clique aqui!

Janis Morais
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
(61) 2108-8400
(51) 3406-7361
  • Imprimir