Programa Nacional de Hidrologia

As atribuições institucionais da CPRM na área de recursos hídricos são: participar do planejamento e da coordenação e executar os serviços de hidrologia de responsabilidade da União em todo o território nacional; estimular o descobrimento e o aproveitamento dos recursos hídricos (águas de superfície e subterrâneas); orientar, incentivar e cooperar com entidades públicas ou privadas na realização de pesquisas e estudos destinados ao aproveitamento dos recursos hídricos; elaborar sistemas de informações, cartas e mapas que traduzam o conhecimento hidrológico, tornado-o acessível aos interessados; colaborar em projetos de preservação do meio ambiente, em ação complementar a dos órgãos competentes da administração pública federal, estadual e municipal; realizar pesquisas e estudos relacionados aos fenômenos naturais ligados à terra, tais como deslizamentos, enchentes, secas, desertificação e outros; dar apoio técnico e científico aos órgãos da administração pública federal, estadual e municipal, no âmbito de sua área de atuação (Lei Federal nº 8.970 de 28/12/1994).

No cumprimento de suas atribuições legais, desenvolve o Programa Nacional de Hidrologia, que abrange as atividades de monitoramento hidrológico, recursos hídricos superficiais e recursos hídricos subterrâneos.

Monitoramento Hidrológico
O Brasil dispõe de uma rede hidrometeorológica com aproximadamente 11.000 estações hidrométricas, administradas por organismos federais, setoriais, estaduais e particulares, dentre as quais 4.200 representam a rede básica nacional em operação, de responsabilidade da Agência Nacional de Águas - ANA , constituída com o objetivo de avaliar a disponibilidade hídrica e conhecer o regime hidrológico das oito bacias hidrográficas brasileiras e sub-bacias constituintes.

A CPRM, com tradição de mais de 30 anos em serviços hidrológicos, instala, opera e dá manutenção à rede básica nacional da ANA, nela incluídas redes telemétricas para inventário e previsão de cheias, redes de monitoramento da qualidade das águas e de sedimentometria e estações convencionais fluviométricas, pluviométricas e climatológicas. Os dados coletados a cada mês são remetidos para o Sistema de Informações Hidrológicas da ANA, para serem disponibilizados ao usuário final.

A atividade conta com um corpo técnico de cerca de 220 profissionais, entre engenheiros, geólogos, químicos, auxiliares técnicos, hidrotécnicos e hidrometristas, destacando-se 61 equipes de hidrometria, que percorrem 134 roteiros, por via aérea, fluvial e terrestre, perfazendo um total de cerca de dois milhões de quilômetros anuais, ou seja, o equivalente a 18 voltas em torno da Terra. A coleta dos dados é feita por 3.500 observadores hidrológicos.
Monitoramento Hidrológico


Recursos Hídricos Superficiais
A avaliação de recursos hídricos consiste na caracterização climatológica e de disponibilidades hídricas de uma bacia hidrográfica, abordando: caracterização física, climática, pluviométrica e hidrológica da bacia; regionalização de vazões; balanço hídrico; qualidade de água; transporte de sedimentos; previsão de eventos hidrológicos críticos e hidrogeologia. Objetiva fornecer elementos para o macroplanejamento de ações e a minimização de impactos decorrentes de eventos críticos. As unidades de estudo são as sub-bacias, definidas de acordo com a sistematização adotada no país (oito grandes bacias, com nove sub-bacias cada uma).

Os produtos podem ser mapas temáticos em base digital, acompanhados de relatórios descritivos, disponibilizados para os interessados, e bases de dados para sistemas de apoio à decisão.

Através de convênio de cooperação técnica com a ANEEL, a CPRM desenvolveu o projeto Regionalização de Vazões para as sub-bacias. O produto desse trabalho será a informação hidrológica distribuída espacialmente relativa à disponibilidade hídrica e à ocorrência de eventos extremos de estiagem e cheia.

Ainda no âmbito dessa cooperação, elabora sistematicamente a Previsão de Níveis d’ Água do Pantanal e operou o Sistema de Alerta contra Enchentes da Bacia do Rio Doce.

No âmbito do Projeto Rio de Janeiro, a CPRM desenvolveu e está lançando o Estudos de Chuvas Intensas no Estado do Rio de Janeiro, em parceria com a ANEEL e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável – SEMADS/RJ.


Recursos Hídricos Subterrâneos
  • Água Subterrânea para a Região Nordeste
    Objetiva a geração de informação sobre a ocorrência, circulação e utilização da água subterrânea, como base para a gestão de recursos hídricos e o desenvolvimento socioeconômico da região, propiciando o aumento da oferta de água. Contempla o levantamento de dados básicos, o cadastramento de fontes de abastecimento e a avaliação do potencial dos principais domínios geológicos com vocação aquífera do semiárido, além de desenvolver metodologia de estudos hidrogeológicos adequada às rochas cristalinas.

  • Água Subterrânea para Outras Regiões do País
    Consiste na atualização permanente do Sistema de Informações de Águas Subterrâneas - SIAGAS a partir de levantamentos de dados e no estabelecimento de parceria com estados e outras entidades, visando à sua integração ao Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos, instrumento da Política Nacional de Recursos Hídricos. A figura abaixo apresenta a distribuição dos poços de água subterrânea no Cadastro Nacional de Poços.

  •  Revitalização e instalação de poço em Serra Vermelha, município de Ibimirim (PE)

    Produtos Complementares

    • Sistema de Informações sobre Recursos Hídricos
      Está em aperfeiçoamento o Sistema de Informações de Águas Subterrâneas - SIAGAS, que incorpora a base de dados Cadastro Nacional de Poços.
    • Edições Técnicas
      A CPRM edita a publicação "A Água em Revista", aberta a colaborações externas, com o objetivo de disseminar o conhecimento sobre recursos hídricos e meio ambiente e de divulgar trabalhos técnicos e científicos. Além disso, produz livros e cartilhas educacionais sobre a importância da água e de seu manejo, voltados a programas de conscientização pública junto à população e em escolas.

    Total por Bacia

    Bacia 1Bacia 2Bacia 3Bacia 4Bacia 5Bacia 6Bacia 7Bacia 8
    Rio AmazonasRio TocantinsAtlântico Sul-N/NERio São FranciscoAtlântico Sul-LesteRio ParanáRio UruguaiAtlântico Sul-Sudeste
    2.55980031.3868.9275.4308.8413.1801.672
     

    Total por Região

    Norte

    Nordeste

    Centro-Oeste

    Sudeste

    Sul

    UF

    Nº poços

    UF

    Nº poços

    UF

    Nº poços

    UF

    Nº poços

    UF

    Nº poços

    AM1.736PI8.401MT435SP7.435RS2.999
    RR135CE17.634MS334RJ194SC1.999
    AC0PE4.317GO712ES71PR12
    PA2.156AL324DF1MG4.065  
    RO445SE151      
    AP0BA8.238      
    TO283MA1.736      
      PB2.370      
      RN1.846      



    A Inserção da CPRM no Cenário Atual de Recursos Hídricos
    A CPRM, no cumprimento de suas atribuições, executando o seu Programa de Hidrologia, gera informação hidrológica sistemática e de uso múltiplo, fundamental como subsídio aos instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos, assim enumerados na Lei Federal nº.9.433: Planos de Recursos Hídricos; enquadramento dos corpos d’água em classes, segundo os usos preponderantes da água; outorga dos direitos de uso de recursos hídricos; cobrança pelo uso de recursos hídricos; compensação a municípios; e Sistema de Informações sobre Recursos Hídricos. Contribui para o estabelecimento de uma base institucional para o serviço hidrológico, em sintonia com a primeira meta da Agenda 21.

    © Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.