Cartas Geotécnicas de Aptidão à Urbanização

As Cartas Geotécnicas de Aptidão à Urbanização constituem documentos cartográficos que traduzem a capacidade dos terrenos para suportar os diferentes usos e práticas da engenharia e do urbanismo, com o mínimo de impacto possível e com o maior nível de segurança para a população. São entendidos como documentos estratégicos para o crescimento planejado da ocupação adequada do meio físico.

O documento é previsto no Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais, inicialmente produzido em parceria com o Ministério das Cidades para 10 municípios distribuídos no território nacional, com o objetivo de indicar as aptidões de uso de áreas frente aos desastres naturais e a seus processos geradores, tais como movimentos de massa nas encostas e eventos destrutivos de natureza hidrológica. Em 2017, as cartas passaram a ser desenvolvidas pelo Serviço Geológico do Brasil - CPRM, com fins à caracterização do meio frente a diferentes tipos de solicitações para urbanização, além da indicação de aptidões frente a desastres naturais.

O trabalho consiste no levantamento de informações do meio, com a descrição de características da área (geologia, solos/materiais inconsolidados e geomorfologia) e a execução de ensaios (in situ e em laboratório). Tais informações são analisadas e trabalhadas em escritório para composição do documento cartográfico.

Contato e Informações:

Sandra Silva
Chefe da Divisão de Geologia Aplicada - DIGEAP
E-mail: sandra.silva@cprm.gov.br

© Copyright CPRM 2016-2019. Todos os direitos reservados.