Linha do Tempo da Ação Emergencial da CPRM no Bairro Pinheiro

Linha do Tempo 2019

Acompanhe as ações realizadas este ano pela CPRM:

Semana 1 a 14

Período: 7 de janeiro a 13 de abril 13 de 2019.

  • Levantamento Batimétrico (investigações no relevo do fundo) da Lagoa Mundaú;
  • Levantamento geofísico por eletroresistividade em ruas do bairro;
  • Levantamento geofísico por gravimetria em ruas do bairro;
  • Levantamento geofísico por Radar de penetração no solo (GPR) em moradias, hospitais e vias do bairro;
  • Levantamento geofísico por audiomagnetotelúrico em pontos do bairro;
  • Levantamento cartográfico e topográfico do bairro e de poços de mineração de salgema e extração de água;
  • Execução de sondagem geotécnica em 8 pontos do bairro.

Semana 2

Período: 14 a 19 de janeiro de 2019

  • Continuação do Levantamento Batimétrico Sísmico (Embarcado) do Complexo Lagunar (investigações no relevo do fundo da Lagoa Mundaú).
  • Início da primeira fase do Levantamento por eletroresistividade em 9 ruas do bairro.
  • Apresentação do Plano de Trabalho da CPRM (16 jan e 19 jan).
  • Estruturação do plano de mídia juntamente com a Prefeitura de Maceió.

Semana 1

Período: 7 a 12 de janeiro de 2019

  • Início da primeira fase do Levantamento Batimétrico Sísmico (Embarcado) do Complexo Lagunar (investigações no relevo do fundo da Lagoa Mundaú).

Linha do Tempo 2018

Confira abaixo a linha do tempo com as ações realizadas pela CPRM em 2018:

  • 28 dezembro: entrega do Plano de Trabalho atualizado para a Defesa Civil de Maceió.
  • 26 dezembro: publicação do Decreto de Emergência em Maceió pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil.
  • 18 dezembro: reunião entre Prefeitura, Defesa Civil de Maceió, Comissão de Moradores e CPRM sobre o andamento do estudo iniciado em fevereiro de 2018.
  • 17 a 21 dezembro: apoio à Defesa Civil de Maceió no monitoramento das réguas e participação em reunião com os moradores.
  • 10 a 14 dezembro: levantamento preliminar de dados para elaboração da carta geotécnica do município.
  • 05 dezembro: publicação do Decreto de Emergência pela Prefeitura de Maceió.
  • Outubro: liberação de recurso governamental para contratação de serviços e equipamentos necessários aos estudos.
  • 23 a 28 setembro: levantamento de campo para atualização do “Relatório e Mapa de Intensidade de Evidências”. Observou-se a ampliação da área afetada, assim como sua intensidade. Dados entregues em outubro.
  • Setembro: aquisição dos dados disponíveis e assuntos correlatos nos órgãos locais e aplicação de método geofísico GPR dentro de residências e em vias públicas.
  • 19 a 25 de junho: Vistoria nas residências e vias públicas para o mapeamento das evidências do fenômeno. "Relatório e Mapa de Intensidade de Evidências" entregues em julho.
  • 07 junho: reunião do Grupo de Trabalho em Maceió. Apresentação da versão preliminar de um plano de trabalho para investigação e diagnóstico da instabilidade do terreno do bairro Pinheiro, com a inclusão de uma vistoria ao local afetado.
  • 23 maio: audiência em BSB e consolidação do grupo de trabalho multidisciplinar envolvendo Serviço Geológico do Brasil, Agência Nacional de Mineração, Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres - CENAD e Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Ofício n.º 092/2018/GSA/SAEDEC.
  • 15 maio: ofício n.º 082/2018 - GSA/SAEDEC solicitando audiência com o diretor-presidente do SGB-CPRM.
  • 03 março: intensas chuvas e sismo 2.4 mR (Escala Richter - Rede Sismográfica Brasileira). Ofícios n.º 044/2018 – CEDEC-AL e n.º 34/2018 – PJC/MPE/AL - visita técnica em 12 e 14/03/2018 por solicitação da Defesa Civil de Maceió.

Próximas Ações

Verifique abaixo as próximas ações a serem realizadas:

  • Janeiro: investigações no relevo do fundo das Lagoas Mundaú e Manguada, estudos geotécnicos no subsolo do bairro Pinheiro, investigações geofísicas pelo método eletroresistividade ao longo das ruas do bairro, investigações geofísicas pelo método audiomagnetotelúrico, análise de imagens por interferometria.