ITAIMBEZINHO E FORTALEZA - Excursão virtual aos Aparados da Serra - RS
2.1.3 Choque de Placa Continental vs Placa Continental
Fonte: http://pubs.usgs.gov/publications/text/understanding.html

Quando duas placas continentais convergem e se chocam, o resultado é a formação de grandes cadeias de montanhas. Por possuírem densidade semelhante, a subdução de uma placa em relação à outra é dificultada, adotando um comportamento semelhante a dois gigantescos icebergs que se chocam.
A cadeia dos Himalaias representa um dos exemplos mais espetaculares deste regime de tectônica de placas. Esta cadeia de montanhas é o resultado da colisão entre a Índia e a Ásia, ocorrida a 50 milhões de anos atrás. Após a colisão, a contínua convergência entre estas duas massas continentais deu origem ao Platô Tibetano a uma altitude média de 4.600 m onde se destaca o Himalaia com uma altitude de 8.854 m.

Fonte: http://www.himalayas.dk/photos/ph_index.html

 No bloco-diagrama observa-se a placa continental à esquerda, chocando-se contra outra placa continental à direita, em um movimento convergente que leva a ascensão ao longo da zona de contato. O choque origina cadeias de montanhas na placa continental situada à direita na figura. O choque da Placa da Índia contra a Placa Eurásia originou a cadeia de montanhas do Himalaia, como indicado na ilustração ( http://pubs.usgs.gov/publications/text/understanding.html  ).

Fonte: http://www.himalayas.dk/photos/ph_index.html

Fonte: http://www.himalayas.dk/photos/ph_index.html

http://www.himalayas.dk/photos/ph_index.html
 Acima e ao lado, imagens de montanhas da  Cordilheira do Himalaia.  Não existe vulcanismo ativo nesta cordilheira.